Postagens populares

Quem sou eu

Minha foto
Milano, Lombardia, Italy
Sou brasileiro,vivendo na Europa e realizando pesquisas em Israel. Casado com Diliã Cunha e pai de Steven e Stephanie. Tenho formação em Teologia e Filosofia. Cursando o Doutorado em FILOLOGIA-Línguas e Culturas Antigas (concentração: Bíblia e Antigo Oriente Próximo) na Universidade de Barcelona (Espanha). Fui pastor da Igreja Adventista do Sétimo Dia por 15 anos no Brasil (Lagarto-SE, Maceió-AL e Fortaleza-CE). Pedí desligamento do Pastorado para poder realizar esse projeto. Não estou recebendo auxílio financeiro da Instituição-IASD. Pois é um sonho pessoal. Atualmente, estou concluindo minha tese doutoral (Ph.D).

segunda-feira, 24 de março de 2008

Sermão: ANDANDO SOBRE AS ÁGUAS

Evandro L. Cunha
Doutorando em Teologia

INTRODUÇÃO:
1. Ler MATEUS 14:22 a 33 [1].
2. Jesus estava na Galiléia, região ao norte de Israel, próximo de um grande lago conhecido por “mar da Galiléia”.
3. A multidão afluía por causa da multiplicação dos pães. João afirma que “Jesus, sabendo que viriam arrebatá-lo para o fazerem rei, tornou a retirar-se, sozinho, para o monte” (João 6:15).
4. É esse o contexto da mensagem de hoje.
5. Quais são as lições espirituais que podemos aprender deste milagre?
6. Voltemos ao texto.

I – JESUS ORDENOU OS DISCÍPULOS A ENTRAREM NO BARCO: (verso 22)
1. A palavra grega traduzida por “ordenou” (‘αναγράζω = anagrázo) significa “forçar, compelir, insistir, ordenar”.
2. Isso sugere que os discípulos estavam relutantes. Não queriam entrar.
3. O barco era o local que Jesus queria que eles estivessem.
4. O barco simboliza o plano de Deus para a nossa vida.
5. O barco é tudo de bom que Jesus tem idealizado para nós.
6. A igreja é um desses barcos que Jesus preparou.
7. Ele diz: “entre, nesse barco”. Passe para o outro lado.
8. De que lado você está?
9. Jesus diz: “entre no barco e mude a direção de sua vida”.
10. “Não fique entre a multidão deste mundo”.
11. “Eu tenho coisas melhores e maiores para você”
12. Você acredita nisso? Então entre no barco.
Uma outra lição que podemos extrair do texto é que:

II – PASSAR TEMPO A SÓS COM DEUS ERA PRIORIDADE NA VIDA DE JESUS: (verso 23).
Ele fazia isso lendo a Bíblia.
Cantando e ficando em silêncio.
Orando e Meditando.
Dos aspectos ressaltados nos Evangelhos, a oração é a mais importante.
Jesus começou a orar à tardinha até às 3 horas da madrugada.
Aqui está o segredo de uma vida espiritual vitoriosa: passar tempo com Deus.
A Bíblia registra várias orações públicas e coletivas de Jesus. Mas era a oração particular, os momentos a sós com Deus, que fazia a grande diferença.
Jesus gostava de está com as multidões. É bom relacionar-se com as pessoas, todavia, melhor é relacionar-se com Deus.
Assim era a vida de Jesus!
Uma outra lição que podemos aprender é:

III – COMO É A VIDA DOS SEGUIDORES DE JESUS? (verso 24)
Vimos que a vida de Jesus era de oração e serviço. Que Sua prioridade era passar tempo com Deus.
Como é a vida dos seguidores de Jesus?
Os discípulos obedeceram a ordem do Mestre.
Estavam no meio do lago (mar). O lago da Galiléia tinha entre 8 a 9 km de cumprimento. Não sabemos todos os detalhes da viagem.
De uma coisa sabemos: eles levaram mais de 8 horas para chegar ao meio do lago. Talvez estivessem pescando ou enfrentando dificuldades.
Se o barco simboliza nossa vida com Jesus, como estava o barco?
Sendo açoitados pelas ondas (agitações) e
Ameaçados por “ventos contrários” (contrariedades).
Essa é uma ilustração precisa da vida daqueles que seguem a Jesus.
Açoitados pelas ondas e ameaçados pelos ventos contrários.
Não é uma vida fácil.
Ele mesmo disse: “No mundo tereis aflições. Mas tende bom ânimo! Eu venci o mundo” (João 16:33).
Os discípulos passaram um bom tempo lutando “sozinhos”.
Marcos afirma que Jesus viu o drama deles e se aproximou (Marcos 6:48).
Jesus está vendo o drama que talvez você esteja passando.
Às vezes, somos tentados a pensar que Deus não se importa com a nossa vida.
São bilhões de pessoas sofrendo neste planeta. Por que ele se preocuparia comigo?
A Bíblia nos assegura que Jesus vê as nossas lutas e se aproxima de nós.
Você pode senti-lO neste momento?
Ele está aí, do teu lado agora.
Quando os discípulos pensavam que estavam sozinhos. Jesus apareceu.

IV –JESUS APARECEU ANDANDO SOBRE AS ÁGUAS: (verso 25).
Foram as dificuldades que os discípulos enfrentaram que moveu Jesus a andar sobre as águas.
Jesus apareceu na quarta vigília da noite.
Os romanos dividiam a noite em 4 vigílias:
A primeira = das 18 às 21h.
A segunda = das 21 às 00h.
A terceira = de 00 às 3h.
A quarta = das 3 às 6h.
Jesus apareceu às 3 horas da madrugada. Quando tudo estava muito escuro.
Por que Ele demorou tanto?
Dez horas na escuridão e lutando contra as ondas e os ventos, parecem uma eternidade.
Quando o mar deste mundo está agitado.
Quando as ondas do pecado ameaçam nossa fé.
Quando tudo está muito escuro.
Queremos que Jesus apareça como um SUPERDEUS, igual ao Superman para nos salvar.
No mundo espiritual as coisas não funcionam assim.
Estamos acostumados a querer que as coisas aconteçam logo.
Se vamos à uma loja queremos ser logo atendidos.
Quando pedimos uma pizza pelo telefone, se demora, ficamos aborrecidos.
Quando oramos queremos que os nossos problemas se resolvam no piscar de olhos..
Se Deus não nos atende de imediato, começamos a duvidar do Seu amor e cuidado.
Se você está enfrentando algum problema, se o barco de tua vida está quase a sucumbir, lembre-se: temos que esperar o tempo de Deus.
Jesus apareceu andando sobre as águas.
Ele “demora”, mas sempre aparece.
Ele apareceu andando sobre as águas!
Homem algum tinha conseguido tamanho feito.
Eliseu conseguiu fazer com que um machado flutuasse (II Reis 6:1-7)
Moisés conseguiu abrir o Mar Vermelho, mas o povo teve que passar por terra seca (Êxodo 14:15-31)
Josué abriu o rio Jordão (Josué 3 e 4)
Nenhum deles conseguiu andar sobre as águas. Só Jesus.
Só Jesus pode andar sobre as águas!
Uma outra lição:

V – ONDE JESUS ESTÁ O MILAGRE ACONTECE: (versos 26 e 27).
JESUS EXPULSOU O MEDO: Os discípulos confundiram Jesus com um fantasma.
Jesus disse: “Não tenham medo. Tenham coragem!”
O medo é incompatível com a fé.
Ou você tem fé ou tem medo. Na vida espiritual, não há espaço para a duas coisas.
O medo é um inimigo do milagre.
JESUS FEZ PEDRO ANDAR SOBRE AS ÁGUAS: Só Mateus registra o pedido de Pedro para andar sobre as águas.
Pedro pediu o que muitos discípulos tinham vergonha ou medo de pedir.
Pedro foi ousado.
Ser ousado é está disposto a correr riscos:
Se Pedro ficasse racionalizando demais, não teria conseguido nada.
Temos que ser ousados como Pedro.
Pedro conseguiu andar sobre as águas
O que significa isso?
Vamos pensar que essas “águas” sejam um sonho que você deseja realizar, seja um pecado que tem que abandonar, seja uma vitória em tua vida.
Andar sobre as águas significa ser uma pessoa vitoriosa.
Como Pedro conseguiu isso?
Primeiro, Pedro obedeceu a Palavra de Jesus.
Sem obediência não há milagre. Se somos infiéis nos dízimos e ofertas, se somos negligentes no estudo da Bíblia e na oração, se não freqüentamos a igreja regularmente, como poderemos desejar andar sobre as águas?
Estamos arriscados a morrer afogados espiritualmente.
Segundo, Pedro teve que acreditar em duas pessoas: Em Jesus e nele mesmo.
Pedro pensou: Se Jesus mandou eu andar sobre as águas, é porque eu tenho condições de andar sobre as águas. E andou sobre as águas.
Terceiro, enquanto Pedro manteve o olhar em Jesus, continuou a andar sobre as águas.
No momento que Pedro desviou o olhar, começou a afundar.
Quando deixou de olhar a Jesus, voltou a sentir medo e afundou.
JESUS SALVOU PEDRO: quando Pedro estava afundando, pediu socorro a Jesus.
Jesus sempre estará de braço estendido àqueles que tentam andar sobre as águas. (verso 31).
.”POR QUE DUVIDASTE?” disse Jesus.
Afundamos em nossa vida, porque duvidamos e temos medo. Não confiamos em Jesus como deveríamos.
Por que Pedro duvidou? Marcos 6:52 diz porque eles não tinham compreendido o milagre da multiplicação dos pães. Devido a isso, seus corações estavam endurecidos.
Eles queriam que Jesus após a multiplicação dos pães se proclamasse Rei e libertasse Israel do jogo romano.
A incredulidade endurece nossa coração!
Para que as coisas dêem certo temos que acreditar em Jesus e em nós.
Se Ele diz que eu tenho condições de andar sobre as águas, por que vou duvidar?
Eu tenho que acreditar que posso, porque Ele disse.



CONCLUSÃO:
1. Jesus levantou Pedro.
2. O colocou no barco e acalmou a tempestade.
3. O deserto e o mar eram tidos pelos judeus como “moradas dos demônios”.
4. Jesus realizou o milagre da multiplicação dos pães no deserto e andou sobre o mar.
5. Por isso, os discípulos dizerem: “verdadeiramente, tu és o Filho de Deus. Tu tens poder sobre as forças do mal”.
6. Então, os discípulos creram e fizeram daquele barco um santuário.
7. Ajoelharam-se e adoraram a Jesus.(v. 33)
8. João, lembrando esse incidente, disse: “Então, eles, de boa mente, o receberam no barco; e logo o barco chegou à terra para onde iam” (João 6:21).
9. O dia já estava claro.
10. O Salmo 30:5, diz: “o choro pode durar uma noite, mas a alegria virá pela manhã”.
11. Assim são as coisas com Jesus!
12. Quando você deixou Jesus entrar no barco de tua vida, o barco agora tem um destino certo: o novo céu e a nova terra.
13. Quantos gostariam de dizer hoje:
14. SENHOR, NÓS CREMOS QUE TU ÉS O FILHO DE DEUS.
15. NÓS CREMOS QUE TU ÉS CAPAZ DE NOS FAZER ANDAR SOBRE AS ÁGUAS.
16. Amém!


[1] Este milagre está registrado também em Marcos 6:45 a 52 e João 6:16-21.

4 comentários:

paulo disse...

Olá, Deus o abençoe em seu projeto que também é o projeto de Deus pra sua vida.
Sou de Carira/SE que já fez parte do Distrito de Lagarto, depois Itabaiana/SE e agora somos sede de distrito. Navegando aleatóriamente o encontrei. Deus o abençoe e tbm a sua família. Gostei mto de seu sermão sobre Pedro andando sobre as águas. Meu e-mail: paulosite@ig.com.br
Paulo Cesar de Menezes

Fiquem com Deus!

Anônimo disse...

nossa que sermão maravilhoso.....vou me espelhar no seu sermão para pregar essa passagem.

Cicera duarte disse...

Maravilhoso este sermao, aprendi muito e vou fazer uso dele para q outros tbm aprendam. Que O Senhor possa lhe abencoar, dando-lhe cada vez mais sabedoria e dicernimento da palavra Dele.

Anônimo disse...

A Paz de Jesus, Pastor.
Sou Padre da Igreja Católica Apostólica Romana, e fiquei maravilhado e edificado com vossa inteligente e ungida reflexão! Glória ao Nosso Deus Soberano!
Grande abraço!
Pe. Wagner